segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Por onde anda o amor?


Por onde anda o amor?
Aquele que ardia o peito quando lembrava do seus olhos.
Por onde anda o amor?
Que só de sentir um simples toque entre os dedos, me levava acima dos planetas.
Por onde anda o amor?
Que uma palavra no pé do ouvido, afetava todos os sentidos.
Por onde anda o amor?
Que trás inspiração, melodia, voz e canção.
Por onda anda o amor?
Que no perfume da nuca, na curva do ombro, as mãos no cabelo, o cheiro do beijo, no respirar, me faz encontrar lar.
Por onde anda o amor?
Que ao despertar ficava te observar a acordar, e mesmo com o cabelo desarrumado, cara amassada realmente não importava...
Por onde anda o amor?
Que existia aquele abraço que enlaça devagar, que deixava os meus dias mais perfeitos.
Por onde anda o amor?
Que me faz sorrir em escutar suas histórias.
Por onde anda o amor?
Que não se importa em dividir um colchão, e fazer meu corpo de travesseiro.
Por onde anda o amor?
Será que o poeta estava certo, quando disse que só temos uma chance de amar?


sábado, 28 de janeiro de 2017

A volta dos que não foram!

Puxa vida já faz mais de 2 anos que não posto nada aqui!!...
Olhando esse blog me deparo com tantos momentos da minha vida. Momentos alegres, tristes, confusos... Enfim diversos sentimentos que continuam aqui!
Resolvi voltar a escrever, não existe terapia melhor que essa! Espero que saia coisas boas, produtivas e que venha acrescentar.


sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Filho pródigo? Nunca Mais!!

Boa noite pessoal!!

Hoje pela manhã estive num bate-papo bem edificante com minha amiga Lê, e ela me fez uma pergunta que me deixou pensando o dia todo. Sempre acreditei, falei e testemunhei, mais confesso que nunca tinha pensado na grandeza disso tudo. A pergunta que ela me fez é bem simples, mais o contexto é tremendo! Eis a pergunta que ela me fez:   "Dá pra acreditar que Deus é nosso pai? Quando penso nisso sinto que estou flutuando!"
Logo me caiu uma "ficha" que não tinha caído a 9 anos de cristão que tenho... Na hora parei e pensei: "Cara Ele é meu pai!" e comecei a entender que nunca tinha olhado dessa forma. Sempre enchi a boca pra falar que "Deus é meu pai", "somos irmãos pois temos o mesmo Pai" e quando criança O tratava como "Papai do céu" e varias outras formas de expressão.
Quando comecei a entender que Deus o Todo-poderoso, O criador, Senhor dos Exércitos é o meu Pai e me chama de filho! Falei comigo mesmo: "Que amor é esse!". Pois o mesmo que é tão pobre e nu perto da grandeza dEle, o mesmo ser humano cheio de falhas, que muitas vezes esquece que existe um Pai que cuida de tudo. Ele chama de Filho! Meu Deus quem sou eu perto da Tua grandeza!
E esse pensamento foi longe o dia todo, toda hora me pegava pensando que Deus era meu pai, e passei a entender o porque que a Lê disse sentir "flutuante".
Fui buscar referencias biblicas sobre o Deus Pai, encontrei algumas passagens:


“Vejam como é grande o amor que o Pai nos concedeu: que fôssemos chamados filhos de Deus, o que de fato somos! Por isso o mundo não nos conhece, porque não o conheceu” 
(1 João 3:1)

"Nós somos seus filhos, e por isso receberemos as bênçãos que Ele guarda para o seu povo, e também receberemos com Cristo aquilo que Deus tem guardado para Ele (Romanos 8:17)

 Eu acho que o exemplo maior da paternidade de Deus, é quando o próprio Deus conta a história de um pai cheio de amor, tinha dois filhos bons, um lar feliz e com certeza viviam em uma situação boa financeiramente. Chega um momento que o filho mais jovem pede a herança e parte viver longe dele, longe da sua proteção, do seu carinho...
Eu não consigo ver o sentimento do amor de um pai, sem falar do filho pródigo. Quando o filho foi embora, o pai não ficou pedindo e implorando, o pai separou o que era do filho, e deu. O filho quebrando a cara lá fora no mundo, pensou em voltar, e quando o filho estava no caminho, ele pensava como seria, já imaginava sendo empregado, comendo comida dos porcos, regaçado realmente. Mais quando chegou na casa, diz a palavra que o pai estava na porta, como se estivesse o esperando. O pai não quis saber se o filho estava cheiroso ou fedido, sujo ou limpo, abraçou, ficou feliz em ver o filho de volta e mandou preparar o melhor banquete!!
E nos dias de hoje vejo Deus agindo da mesma maneira, falo por mim mesmo. Estava firme em Seus caminhos, num certo momento resolvi provar dos prazeres desse mundo (até hoje não entendo o porque) quando quebrei a cara literalmente, Ele estava me esperando, me colocou em seus braços, me limpou, curou minhas feridas e das garras da morte Ele me arrancou. Isso sim é um pai! Glória a Deus!!
Quando um filho pensa em voltar para a casa do pai, ele se humilha, ele volta a ser humilde de querer qualquer coisa, desde que esteja na casa do pai, porque lá ele sabia que voltaria a ser filho. Mesmo que ele comesse as comida dos porcos, mais ele ainda seria filho. Mas o amor superou tudo, superou a vontade de independência do filho, superou a vergonha de ter o filho indo embora, o amor de pai supera TUDO, um pai quando ama o filho faz qualquer coisa, e Deus fez isso, DEU o seu único filho para salvar eu e você.

Quem está longe volte para casa do Pai, e vamos desfrutar do amor que Ele tem por mim e por você!

Um forte abraço!

Deus abençoe a todos!

Rodrigo A. Christovam







sábado, 9 de agosto de 2014

Te encontrado antes seria a solução?



Queria ter te encontrado antes, muito antes...
Para que nenhum de nós tivéssemos medos e cicatrizes...
Queria ter estado ao seu lado, quando seu coração descobriu o que era o amor
quando o seu corpo descobriu o que era o desejo...
E antes que você pudesse sofrer e apanhar dessa louca vida, eu estaria ao seu lado
Amando-lhe, entregando-me...
E juntos podermos aprender as lições da vida e do coração...

Queria ter te encontrado muito antes,
quando suas esperanças começaram a nascer,
quando seus sonhos ainda eram puros e seus ideais ainda ingênuos...
Infelizmente nos encontramos só agora...

Estamos com o corações viciados em outros amores,
com a falsa imagem do que é felicidade, do que é entregar-se...

Queria ter te encontrado muito antes,
numa nova vida, num outro tempo
em que não precisássemos temer o nosso futuro
Muito menos nossos sentimentos...


domingo, 3 de agosto de 2014

Talvez

Talvez eu te ame de verdade...
Ou eu só queira saber como seu jardim prospera
Talvez eu viva pouco e não fique com você...
Talvez meu destino não esteja no seu 
Ou você seja meu destino...
Talvez se ficarmos juntos, perceberemos que não é isso que queremos
Ou perceberemos que não conseguimos viver um sem o outro...
Talvez nossas vidas não seja um mar de rosas
Talvez a felicidade esteja sempre conosco...
Talvez nosso fim é um longe do outro
Talvez nosso fim é em uma familia linda, vivendo em um lar feliz e prospero...
Talvez sejamos apenas bons amigos
Talvez até sejamos inimigos...
Talvez amaremos um ao outro eternamente, lutando um pelo outro..

Talvez... Talvez... Nosso destino só Deus sabe!!


domingo, 6 de julho de 2014

Sobre o Mesmo Chão - PalavrAntiga (cover)


Sobre o mesmo chão está o Muro
E o Lado de lá, que você esqueceu
Meu chão é o mundo
Tem dois lados em guerra
Meu mundo é este chão
Onde você cresceu e eu também
Ao Redor de muitos
Me apontaram as cercas e os muros
Eu quis o caminho, Roguei pela vida
E vou subvertendo o mundo
Amando a esperança que salta os muros
e brinca arteira com tua criança, a fé 'ta na vida
Sobre o mesmo chão
Bem dentro do mundo
A banda passou
O amor se espalhando
Ainda está sobre o Mesmo Chão (2x)
Está o muro
e o lado de lá, que você esqueceu
o meu chão é o mundo
Tem dois lados em guerra
Meu mundo é este chão
Que você cresceu e eu também
Ao redor de muitos
Me apontaram as cercas e os muros
Eu quis o caminho, Roguei pela vida
E vou subvertendo o mundo
Amando a esperança que salta os muros
e brinca arteira com tua criança, a fé 'ta na vida
Sobre o mesmo chão
Bem dentro do mundo
A banda passou
O amor se espalhando
Ainda está sobre o Mesmo Chão

sexta-feira, 4 de julho de 2014

Asas Feridas





Chegou o tempo de ficar no meu tempo... e dar um tempo ao teu tempo...
Recolher as asas nesse tempo... e me guardar em sentimentos meus...
As asas feridas querem um tempo para a cura... das coisas do tempo...
Tempo de ficar quietinho... mantendo as asas seguras... juntas ao corpo gelado que só quer calor...
Quem sabe um dia as abrirei de novo... e levantarei vôo rumo ao sol...
Acreditemos que... ainda não é o tempo do meu tempo no teu tempo...
Palavras são suficientes para sentir... que já não existe o tempo de ficar assim...
Confiando que o sol irá brilhar sempre... e que o vento do mar levará os nossos recadinhos...
Nesse tempo do agora... as asas ficarão quietas e seguras... na espera do tempo certo...

No meu tempo do meu jeitinho... cuidarei das minhas asas feridas e voarei...